Modernismo Brasileiro - 30 Exercícios com gabarito

01. (UEL-PR) As reações negativas do público à Semana de Arte Moderna refletem: 

a) a fixação do espírito brasileiro no propósito de menosprezo das criações nacionalistas. 
b) a possibilidade do futuro fracasso do Modernismo como movimento estético literário. 
c) a aversão dos autores em se comunicar com o público presente no Teatro Municipal de São Paulo. 
d) a preferência pelas manifestações artísticas já cristalizadas nas linhas do academicismo. 
e) o pouco amadurecimento dos autores para propostas de vanguarda.

02. (UEL-PR) As reações negativas do público à Semana de Arte Moderna refletem: 

a) a fixação do espírito brasileiro no propósito de menosprezo das criações nacionalistas. 
b) a possibilidade do futuro fracasso do Modernismo como movimento estético literário. 
c) a aversão dos autores em se comunicar com o público presente no Teatro Municipal de São Paulo. 
d) a preferência pelas manifestações artísticas já cristalizadas nas linhas do academicismo. 
e) o pouco amadurecimento dos autores para propostas de vanguarda.

03. (FMTM-MG) A literatura das duas primeiras décadas do século XX pode ser chamada “eclética” porque: 

a) convivem, na época, diversas correntes estéticas. 
b) estavam vivos os melhores poetas parnasianos. 
c) há o domínio da prosa sobre a poesia. 
d) amadurecem as idéias que preparam o Modernismo. 
e) a prosa se volta para a problemática das regiões brasileiras.

04. Macunaíma: o herói sem nenhum caráter é obra representativa: 

a) do Pré-Modernismo brasileiro, visto que registra preocupação com as dificuldades dos emigrantes na cidade de São Paulo. 
b) da primeira geração modernista, porque procura resgatar manifestações culturais brasileiras. 
c) da segunda geração modernista, uma vez que os problemas políticos brasileiros aí se fazem presentes. 
d) do movimento futurista brasileiro, posto romper, de maneira excessivamente agressiva, com a tradição literária brasileira. 
e) do movimento Pau-Brasil, uma vez que o primitivismo é apontado como solução para os problemas da cultura brasileira.

05. (UFV-MG) Assinale a alternativa em que há uma característica que não corresponde ao Modernismo em sua primeira fase (1922-1930). 

a) Ruptura radical e audaciosa em relação às possíveis estéticas do passado, quebra total da rotina literária. 
b) Caráter turbulento, polemista, de demolição de valores. 
c) Exaltação exagerada de fatores como mocidade e tempo; o novo, nesta fase, foi erigido como um valor em si. 
d) Movimento de inquietação e de insatisfação; os novos se lançaram à luta em nome da originalidade, da liberdade de pesquisa estética e do direito de “errar”. 
e) Apesar de toda a radicalidade do grupo, é unânime a preocupação dos modernistas com o purismo da linguagem.

06A poesia modernista da 1ª geração caracteriza-se, formalmente, pelo predomínio de: 

a) versos regulares, metrificados, sem rima. 
b) versos brancos, sem metrificação regular, com estrofes. 
c) versos livres, sem metrificação regular, sem rima. 
d) versos regulares, metrificados, com rima. 
e) versos irregulares, com rima e preferência pelo soneto.

07. (UFPI-PI) A alternativa em que todas as características correspondem ao Modernismo é: 

a) concepção lúdica da arte, rigor formal. 
b) moralismo, idealização da mulher. 
c) verso livre, experimentalismo. 
d) jogo antitético, culto da natureza 
e) senso do mistério, liberdade formal.

08. (PUC-RJ) O movimento artístico-literário que mobilizou parcela significativa da intelectualidade brasileira durante a década de 20 e procurou romper com os padrões europeus da criação tinha como proposta: 

I. a tentativa de buscar um conteúdo mais popular para a problemática presente nas diferentes formas de manifestação artística. 
II. a tentativa de recuperação das idealizações românticas ligadas à temática do índio brasileiro. 
III. a valorização do passado colonial, ressaltada a influência portuguesa sobre a nossa sintaxe. 
IV. a tentativa de constituição, no campo das artes, da problemática da nacionalidade, ressaltadas as peculiaridades do povo brasileiro. 
V. a desvalorização da problemática regionalista, contida nas lendas e mitos brasileiros. 

Assinale: 

a) se somente as afirmativas I e IV estiverem corretas. 
b) se somente as afirmativas I e V estiverem corretas. 
c) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 
d) se somente as afirmativas III e IV estiverem corretas. 
e) se somente as afirmativas II e V estiverem corretas.

09. (UFPA) As ideias de Marinetti influenciaram muito os nossos autores. Dele, os escritores brasileiros seguiram: 

a) a exacerbação do nacional e a sintaxe tradicional. 
b) a paixão pela metáfora, intelectualista e rebuscada, e pelas frases de efeito. 
c) a negação do passado e o uso de palavras em liberdade. 
d) o conceito de felicidade na vida em contato com a natureza, e a fé na razão e na ciência. 
e) o gosto pelo psicologismo na ficção e a supervalorização da natureza.

10. (PUC-Campinas-SP) Assinale a alternativa em que se encontram preocupações estéticas da primeira geração modernista. 

a) “Não entrem no verso culto o calão e o solecismo, sintaxe truncada, o metro cambaio, a indigência das imagens e do vocábulo, a vulgaridade do pensar e do dizer.” 
b) “Vestir a idéia de uma forma sensível, que, entretanto, não terá seu fim em si mesma, mas que, servindo para exprimir a idéia, dela se tornaria submissa.” 
c) “Minhas reivindicações? Liberdade. Uso dela; não abuso. E não quero discípulos. Em arte: escola = imbecilidade de muitos para vaidade de um só.”
d) “Na exaustão causada pelo sentimentalismo, a alma ainda trêmula e ressoante da febre do sangue, a alma que ama e canta porque sua vida é amor e canto, o que pode senão fazer o poema dos grandes amores da vida real?” 
e) “O poeta deve ter duas qualidades: engenho e juízo; aquele, subordinado à imaginação, este, seu guia, muito mais importante, decorrente da reflexão. Daí não haver beleza sem obediência à razão, que aponta o objetivo da arte: a verdade.” 

11. (ITA-SP)
Na macumba do Encantado Nego véio de santo fez mandinga No palacete do Botafogo Sangue de branca virou água Foram vê estava morta.
Qual das afirmações a seguir, referentes ao texto acima, está incorreta? 

a) Ausência de preconceitos contra os chamados elementos “apoéticos.” 
b) Enumeração caótica, ou seja, acúmulo de palavras sem ligação evidente entre elas. 
c) Infração das normas de pontuação e eliminação de nexos sintáticos. 
d) Busca de uma expressão mais coloquial, próxima do modo de falar brasileiro. 
 e) Incorporação do cotidiano, do prosaico, do grosseiro, do vulgar

12. ( PUC-RS) Todas as afirmativas a seguir relacionam-se ao Modernismo na sua primeira fase, exceto: 

a) Os movimentos de vanguarda europeus, a brutalidade da Primeira Guerra Mundial, dentre outros fatores, favoreceram a busca por uma estética desvinculada de quaisquer dogmatismos. 
b) No Brasil, os movimentos primitivistas foram uma resposta à busca da expressão nacional. 
c) A conjunção entre primitivismo do folclore e universo urbano foi uma possibilidade modernista. 
d) As inovações de ordem temática e formal permitiram a delimitação clara entre prosa e poesia modernistas. 
e) A paródia aos textos e estilos consagrados da literatura brasileira é uma das possibilidades modernistas.

13. (Unifran-SP) O Modernismo no Brasil revolucionou as normas literárias, perdurando por várias décadas. Assinale a alternativa que apresenta declarações concernentes a esse movimento. 

a) Na primeira fase do movimento, surgiram grandes poetas, mas destacase especialmente o chamado “romance revolucionário” ou “romance modernista”. 
 b) Oswald de Andrade, escritor e poeta paulista, foi um dos autores mais marcantes da segunda fase. Seu texto foi dos mais inovadores e corrosivos da estética regionalista. 
c) A primeira fase do movimento foi marcada pela desintegração da linguagem tradicional devido à busca da expressão regional e à adoção das conquistas de vanguarda. 
d) Apesar das inovações, esse movimento prendeu-se à concepção tradicional de literatura, esquecendo a história da atualidade e fixando-se em valores do passado. 
e) Esse movimento foi iniciado com a Semana de Arte Moderna em 1922, englobando várias artes: literatura, música, pintura e escultura. O polo principal foi São Paulo, na época já um florescente parque industrial.

14. (PUCCAMP-SP) São características da primeira fase do Modernismo:

a) retomada da ficção regionalista, cultivo de uma poesia neobarroca e visão de mundo em perspectiva elitista.
b) libertação dos modelos acadêmicos, experimentalismo em novas formas de expressão e rompimento com o nacionalismo tradicional.
c) cultivo de uma ficção de caráter intimista, revisão das regras de metrificação e retomada do nacionalismo romântico.
d) predominância dos temas políticos, crítica ao uso indiscriminado das máquinas e visão de mundo em perspectiva universalista.
e) pesquisa de lendas e narrativas folclóricas, valorização do índio enquanto mito romântico e cultivo de fórmulas estéticas consagradas.

15. (Unijuí-RS) Macunaíma, o herói sem nenhum caráter, de Mário de Andrade, é considerado um livro revolucionário porque: 

a) em linguagem inventiva compõe o perfil de um herói multifacetado. Inspira-se no folclore indígena da Amazônia, mas os acontecimentos são desgeografizados.
b) é um romance dos denominados "romances de 30" e uma de suas características é a denúncia social.
c) todo seu discurso narrativo se confunde com o poético e sua tensão recai sempre sobre coisas ou acontecimentos insólitos do cotidiano.
d) o autor pretende, com sua escritura, ser o ordenador do caos que é esse país.
e) a personagem principal transpõe uma "travessia" tanto existencial quanto geográfica.

16. (VUNESP-SP)

Irene preta/ Irene boa/ Irene sempre de bom humor/ Imagino Irene entrando no céu:/ Licença, meu branco! / E São Pedro bonachão: / Entra, Irene, você não precisa pedir licença.

Pode-se enquadrar o poema acima no Modernismo, pois o poeta

a) constrói uma associação anárquica de ideias.
b) expressa nitidamente preocupação com as coisas do cotidiano.
c) incorpora aspectos da modalidade coloquial da linguagem.
d) volta-se para a valorização dos aspectos formais.
e) emprega linguagem conotativa.

17. (UNIFOR-CE) Na década de 20, além de _______, obra-prima que marcou a prosa do Modernismo, _______ freqüentou o gênero _______, em Paulicéia desvairada. Preenchem corretamente as lacunas da frase acima, respectivamente:

a) Macunaíma - Mário de Andrade - da poesia.
b) Os sertões - Euclides da Cunha - da novela. 
c) Os condenados - Oswald de Andrade - da novela. 
d) O rei da vela - Mário de Andrade - do conto. 
e) Marco zero - Oswald de Andrade - da poesia.

18. (UNIFOR-CE) 

Não serei o poeta de um mundo caduco. 
Também não cantarei o mundo futuro. 
Estou preso à vida e olho meus companheiros. 
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças. 
Entre eles, considero a enorme realidade.

Os versos acima, do poema "Mãos dadas", de Carlos Drummond de Andrade, prendem-se a uma fase de sua poesia na qual o poeta mineiro,

a) promovendo um balanço crítico de sua poesia, aventura-se em novas formas poéticas, de caráter experimental. 
b) influenciado diretamente por Oswald de Andrade, passa a compor epigramas irônicos.
c) relativizando a ironia que caracterizava momentos anteriores, escreve poemas de cunho político-social.
d) desiludido com os rumos do mundo contemporâneo, recolhe-se à intimidade e passa a refletir sobre o absurdo da existência.
e) já na casa dos setenta anos, entrega-se a um memorialismo em tom de crônica, revivendo suas experiências juvenis.

19. (FUVEST-SP) Sobre Fogo morto, é correto afirmar que:

a) o caráter estanque de suas partes constitutivas é sublinhado pela mudança do foco narrativo em cada uma delas, indo da primeira à terceira pessoa narrativas. 
b) a relativa descontinuidade de sua divisão tripartite é contrastada pela recorrência de temas e motivos internos que atravessam todo o romance.
c) o caráter descontínuo e inconcluso de seu enredo é compensado pelas reflexões do narrador-personagem, que conferem finalização e acabamento ao romance. 
d) o caráter estanque de sua divisão tripartite é, no entanto, convertido à unidade pela comunicabilidade e entendimento mútuo das personagens principais. 
e) a cada uma das classes sociais nele representadas, o romance reserva um estilo de narrar próprio: erudito para os senhores de engenho, oral-popular para as camadas humildes e cangaceiros.

20. (FUVEST) No romance Triste Fim de Policarpo Quaresma, o nacionalismo exaltado e delirante da personagem principal motiva seu engajamento em três diferentes projetos, que objetivam “reformar” o país. Esses projetos visam, sucessivamente, aos seguintes setores da vida nacional:

a) escolar, agrícola e militar;
b) linguístico, industrial, e militar;
c) cultural, agrícola e político;
d) linguístico, político e militar;
e) cultura, industrial e político.

21. (UNIJUÍ) A afirmação dos elementos locais, do Brasil,  estão presentes em Macunaíma, de Mário de Andrade.    

Sobre o livro é incorreto afirmar que:

a) Macunaíma é um “anti-herói”, com características como o individualismo e a malandragem.
b) O livro aproveita as tradições míticas dos índios; seus irmãos são Maanape e Jiguê.
c) Aproveita também ditados populares, obscenidades, frases feitas, com fatores traços de oralidades;
d) O livro foi chamado de rapsódia e é uma obra central do movimento modernista.
e) O livro não satiriza certos padrões de escrita acadêmica e não trabalha elementos de um “caráter” brasileiro.

22. (FUVEST) Indique a alternativa em que a proximidade estabelecida está correta:

a) A terra paradisíaca, em Gonçalves Dias, é projeção nacionalista; a Pasárgada, de Manuel Bandeira, é anseio intimista.
b) O lirismo de Gregório de Matos é conflitivo e confessional; o de Cláudio Manuel da Costa é sereno e 
impessoal.
c) A ficção regionalista, imatura no século XIX, ganho força ao abraçar as teses do determinismo cientifico, no século XX.
d) José de Alencar buscou expressar nossa diversidade cultural-projeto que só a obra de Machado de Assis viria a realizar.
e) A figura do malandro, positiva em Manuel Antônio de Almeida, é alvo de Mário de Andrade em sua sátira Macunaíma.

23.  (UFC) A respeito do livro Macunaíma, é correto afirmar que:

a) A história se passa predominantemente na capital paulista, daí porque o livro pode ser considerado uma crônica do cotidiano paulistano.
b) O episódio de base da narrativa consiste na perda e reconquista da muiraquitã.
c) O livro é uma sátira ao Brasil através da reconstituição fiel de fatos históricos retidos na memória do autor.
d) A obra faz uma leitura do Brasil sob a ótica do colonizador.
e) O processo de criação do livro não mantém nenhum vinculo com qualquer obra anteriormente escrita.

24. (UFC)  Macunaíma é uma obra plural, composta, na medida em que:

 a) Obedece às características circulares e fechadas do romance psicológico.
b) Como toda obra tradicional, observa a linearidade da narrativa onde cada personagem age em separado.
c) Aproxima técnicas românticas das modernas na estruturação do romance como um todo.
d) No corpo da narrativa, dá um tratamento único para cada personagem apresentada.
e) Tal como numa rapsódia, trata de vários temas ao mesmo tempo, entrelaçando-os numa rede múltipla de cores e sons os mais diversos.

25. (UFC) Macunaíma – obra-prima de Mário de Andrade – é um dos livros que melhor representam a produção literária brasileira do presente século. Sua principal característica é:

a) traçar, como no Romantismo, o perfil do índio brasileiro como protótipo das virtudes nacionais.
b) Ser um livro em que se encontram representados os princípios que orientam o movimento modernista de 22, dentre os quais o fundamental é a aproximação da literatura à música.
c) Analisar, de modo sistemático, as inúmeras variações sociais e regionais da língua portuguesa no Brasil, destacando em especial o tupi-guarani.
d) Ser um texto em que o autor subverter, na linguagem literária os padrões vigentes, ao fazer conviver, sem respeitar limites geográficos, formas lingüísticas oriundas das mais diversas partes do Brasil.
e) Exaltar, de forma especial, a cultura popular regional, particularmente a representativa do Norte e Nordeste brasileiro.

 GABARITO  

01 - D/02 - D /03 - A /04 - B /05 - E /06 - C /07 - C /08 - A /09 - C /10 - C /11 - B /12 - D /13 - C /14 - B /15 - A /16 - C / 17 - A / 18 - C / 19 - B / 20 - C / 21 - E / 22 - A / 23 - B / 24 - E / 25 - D 

Nenhum comentário:

Postar um comentário