Parnasianismo - 28 Exercícios com gabarito

01. (MACKENZIE) Não caracteriza a estética parnasiana:

a) A exaltação do “eu” e fuga da realidade presente
b) A objetividade, advinda do espírito cientificista, e o culto da forma
c) A perfeição formal na rima, no ritmo, no metro e volta aos motivos clássicos
d) A oposição aos românticos e distanciamento das preocupações sociais dos realistas
e) A obsessão pelo adorno e contenção lírica

02.  (FGV) Assinale a alternativa correta a respeito do Parnasianismo:

a) A inspiração é mais importante que a técnica.
b) Culto da forma: rigor quanto às regras de versificação, ao ritmo, às rimas ricas ou raras.
c) O nome do movimento vem de um poema de Raimundo Correia.
d) Sua poesia é marcada pelo sentimentalismo.
e) No Brasil, o Parnasianismo conviveu com o Barroco.

03. (UFRS-RS) Com relação ao Parnasianismo, são feitas as seguintes afirmações.
I – Pode ser considerado um movimento antirromântico pelo fato de retomar muitos aspectos do racionalismo clássico.
II – Apresenta características que contrastam com o esteticismo e o culto da forma.
III – Definiu-se, no Brasil, com o livro “Poesias”, de Olavo Bilac, publicado em 1888.

Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas I e III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

04. (UFPB) A propósito da poesia parnasiana, é correto afirmar que ela: 

a) caracteriza-se como forma de evocação de sentimentos e emoções. 
b) revela-se no emprego de palavras de grande valor conotativo e ricas em sugestões sensoriais. 
c) acentua a importância da forma, concebendo a atividade poética como a habilidade no manejo do verso. 
d) faz alusões a elementos evocadores de rituais religiosos, impregnando a poesia de misticismo e espiritualidade. 
e) explora intensamente a cadeia fônica da linguagem, procurando associar a poesia à música.

05. (MACK-SP) “Praticam uma poesia predominantemente descritiva, interessada em representar plasticamente paisagens e ambientes, reduzindo o mais possível o envolvimento emotivo do poeta com os temas tratados. Por outro lado, há uma supervalorização da chamada forma poética, onde há busca constante de perfeição técnica nas rimas, vocabulário selecionado”. 

Assinale a alternativa em que encontra o nome do movimento literário a que se refere o trecho citado. 

a) Parnasianismo. 
b) Romantismo. 
c) Modernismo. 
d) Simbolismo. 
e) Arcadismo

06. (UFPA) O poema “Os Sapos”, de Manuel Bandeira, contém uma crítica à escola: 

a) modernista. 
b) simbolista. 
c) parnasiana. 
d) realista. 
e) literária

07. (PUCCAMP) 
O ouro fulvo do ocaso as velhas casas cobre;
Sangram, em laivos de ouro, as minas, que a ambição
Na torturada entranha abriu da terra nobre;
E cada cicatriz brilha como um brasão.
O ângelo plange ao longe em doloroso dobre.
O último ouro do sol morre na cerração.
E, austero, amortalhando a urbe gloriosa e pobre,
O crepúsculo cai como uma extrema-unção.
Podemos reconhecer nas estrofes acima, de Olavo Bilac, as seguintes características do estilo de época que marcou sua poesia:

a) Interesse pela descrição pormenorizada da paisagem, numa linguagem que procura impressionar os sentidos.
b) Uso do vocabulário próprio para acentuar o mistério, a realidade oculta das coisas, que deve ser sugerida por meio de símbolos.
c)   Valorização do passado histórico, em busca da definição da nacionalidade brasileira.
d) Utilização exagerada de hipérboles, perífrases e antíteses, no desejo de não nomear diretamente as coisas, mas de fazer alusão a elas.
e) Busca de imagens naturais e vocabulário simples, predileção pelo verso branco e negação de inversões sintáticas.

08. (CEFET-PA) Leia os versos:
Esta, de áureos relevos, trabalhada
De divas mãos, brilhantes copa, um dia,
Já de  aos deuses servir como cansada,
Vinda do Olimpo, a um novo deus servia.
Era o poeta de Teos que a suspendia.
Então e, ora repleta ora esvaziada,
A taça amiga aos dedos seus tinia
Todas de roxas pétalas colmada.
(Alberto de Oliveira)
Assinale a alternativa que contém características parnasianas presentes no poema:

a) busca de inspiração na Grécia Clássica, com nostalgia e subjetivismo;
b) versos impecáveis, misturando mitologia clássica com sentimentalismo amoroso;
c) revalorização das ideias iluministas e descrição do passado.
d) descrição minuciosa de um objeto e busca de um tema ligado à Grécia antiga.
e) vocabulário preciosista, de forte ardor sensual.

09. (UFPE) É incorreto afirmar que, no Parnasianismo:

a) a natureza é apresentada objetivamente;
b) a disposição dos elementos naturais (árvores, estrelas, céu, rios) é importante por obedecer a uma ordenação lógica;
c) a valorização dos elementos naturais torna-se mais importante que a valorização da forma do poema;
d) a natureza despe-se da exagerada carga emocional com que foi explorada em outros períodos literários;
e) as inúmeras descrições da natureza são feitas dentro do mito da objetividade absoluta, porém os melhores textos estão permeados de conotações subjetivas.

10. (UFAM) Todas as características de estilo abaixo relacionadas pertencem ao Parnasianismo, exceto:

a) O apuro quanto à parte formal.
b) A reserva nas efusões pessoais.
c) A procura de rimas ricas.
d) A imaginação criadora.
e) O uso de descrições.

11. (UEL) O Parnasianismo brasileiro foi um movimento.

a) Poético do final do século XIX e início do século XX.
b) Lítero-musical do final do século XVIII e início do século XIX.
c) Poético do final do século XVIII e início do século XIX.
d) Teatral do final do século XX.
e) Lítero-musical do início do século XX.

12. (UNIFESP) No Manifesto da Poesia Pau-Brasil, Oswald de Andrade faz o seguinte comentário sobre os poetas parnasianos: “Só não se inventou uma máquina de fazer versos - já havia o poeta parnasiano.”

O que o poeta modernista está criticando nos parnasianos é

a) a demasiada liberdade no ato da criação, que os torna máquinas poéticas.
b) o abandono da Arte pela arte, com a criação objetiva e anti-convencional.
c) a preocupação com a perfeição formal e com o subjetivismo.
d) o formalismo e a impessoalidade comuns em seus textos.
e) o exagero na expressão das emoções, apesar da criação poética mecânica.

13. (PUC-RS)
“Tu, artista, com zelo,
Esmerilha e investiga!
Níssia, o melhor modelo
Vivo, oferece, da beleza antiga.
Para esculpi-la, em vão, árduos, no meio
De esbraseada arena,
Batem-se, quebram-se em fatal torneio,
Pincel, lápis, buril, cinzel e pena.”[...] 
O trecho evidencia tendências ___________ , na medida em que ______________ o rigor formal e utiliza-se de imagens _____________.

a) românticas - neutraliza - abstratas
b) simbolistas - valoriza - concretas
c) parnasianas - exalta - mitológicas
d) simbolistas - busca - cotidianas
e) parnasianas - evita - prosaicas

14. (UF-ES) O ideal parnasiano do culto da "arte pela arte" significa que o objetivo do poeta é criar obras que expressem:

a) um conteúdo social, de interesse universal.
b) a noção do progresso da sua época.
c) uma mensagem educativa, de natureza moral.
d) uma lição de cunho religioso.
e) Belo, criado pelo perfeito uso dos recursos estilísticos.

16. (FMTM-FCC) "Admitida esta necessidade, não admitamos confusões entre os que se resignam ao poetar espontâneo e os que ambicionam ao sacerdócio do poeta artístico. Não tragam os aprendizes para a oficina da joalheria um material indigno, vocação errada, incapacidade, pechisbeque e miçangas, em vez de ouro e pérolas, preguiça em vez de paciência, negligência em vez de vontade e gosto."

O excerto acima representa um fragmento do programa estético do

a) Arcadismo
b) romantismo
c) Parnasianismo
d) Simbolismo
e) Modernismo

16. (CFET-PA) Todas as afirmações abaixo estão corretas, com exceção de:

a) Parnasianismo é a manifestação poética do Realismo, mais voltada para o concreto.
b) Os parnasianos assumiram o sentimentalismo quanto à observação da realidade, pregando uma atitude pessoal.
c) Os parnasianos, negando a emoção, cultuaram a Razão e revalorizaram a Antigüidade Clássica.
d) Parnasianismo é uma estética preocupada com a arte pela arte, a poesia pela poesia.
e) Os parnasianos fixam-se na observação de regras poéticas e têm, por isso, uma linguagem rebuscada e artificial.

17. (F.Carlos Chagas-SP) Os poetas representativos da escola parnasiana defendiam:

a) engajamento político nas causas históricas da época, fazendo delas matéria para uma poesia inflamada e eloqüente.
b) a idéia de que a livre inspiração é a garantia maior de que o poema corresponda à expressão direta das emoções mais profundas.
c) a simplicidade da arte primitiva, razão pela qual buscavam os temas bucólicos e uma linguagem próxima da fala rústica dos camponeses.
d) abandono das formas fixas, criando, portanto, as condições para o posterior surgimento dos poemas em verso livre do Modernismo.
e) a disciplina do artista e o trabalho artesanal com a linguagem, de modo a resultar uma obra adequada aos padrões de uma estética clássica.

18. (FMABC-SP) Assinale a alternativa que caracteriza o Parnasianismo:

a) subjetivismo, imaginação e sentimentalismo.
b) "Sob o manto diáfano da fantasia, a nudez crua da verdade."
c) impassibilidade, perfeição formal, rimas raras, seleção vocabular.
d) registro de impressões, emoções e sentimentos despertados no espírito do poeta.

19. (FEI-SP) São características do Parnasianismo, do qual Olavo Bilac é legítimo representante:

a) predomínio da razão, individualismo.
b) determinismo biológico, retorno à Idade Média.
c) culto da forma, arte pela arte.
d) objetividade, sentimentalismo exagerado.

20. (CENTEC-BA) Todos os itens apresentam características do Parnasianismo, exceto:

a) prevalência de formas fixas de composição poética.
b) anseio de liberdade criadora.
c) preocupação com a perfeição formal.
d) gosto pela precisão descritiva.
e) ideal de objetividade no tratamento dos temas.

21. (FUVEST)
"Quero que a estrofe cristalina,
Dobrada ao jeito
Do ourives, saia da oficina
Sem um defeito."
A concepção de poema como peça de ourivesaria, como objeto estético harmonioso e perfeito, expressa nos versos acima, é característica fundamental do:

a) Romantismo
b) Trovadorismo
c) Movimento Antropofágico
d) Arcadismo
e) Parnasianismo.

22. (UM-SP) Assinale a alternativa que não se aplica à estética parnasiana.

a) predomínio da forma sobre o conteúdo
b) tentativa de superar o sentimento romântico
c) constante presença da temática da morte
d) correta linguagem, fundamentada nos princípios dos clássicos
e) predileção pelos gêneros fixos, valorizando o soneto.

23. (Fund.S.André-SP) Poemas como "Anoitecer" e "A cavalgada", de Raimundo Correia, ou "Vaso chinês" e "Vaso grego", de Alberto de Oliveira, exemplificam uma feição típica do Parnasianismo. É ela:

a) descritivismo.
b) pendor filosofante.
c) a preocupação com temas particulares e individuais.
d) a valorização da Antigüidade greco-latina.
e) a expressão indireta do autor.

24. (PUC-RS) Alberto de Oliveira é considerado o mais característico poeta parnasiano, pois suas obras evidenciam:

a) erudição lingüística, descrição subjetiva e alusão à mitologia greco-latina.
b) culto à forma, descritivismo e retorno aos motivos clássicos.
c) preciosismo lingüístico, recuperação dos moldes clássicos e devaneio sentimentalista.
d) lirismo comedido, sentimento nacionalista e apuro vocabular.
e) descrição pormenorizada, ruptura com os motivos clássicos e busca da palavra exata.

25. (FESP) A designação "arte pela arte" aplica-se a que tipo de tendência:

a) Conceptista
b) Cultista
c) Parnasiana
d) Simbolista
e) Modernista

26. (UFRS) "É na convergência de ideais anti-românticos, como a objetividade no trato dos temas e o culto da forma, que se situa a poética do Parnasianismo. O nome da escola vinha de Paris e remontava a antologias publicadas [...] sob o título de Parnasse Contemporain, que incluíam poemas de Gautier, Banville e Lecomte de Lisle. Seus traços de relevo: o gosto da descrição nítida, concepções tradicionalistas sobre metro, ritmo e rima e, no fundo, o ideal de impessoalidade que partilhavam com os realistas do tempo." (Alfredo Bosi)

Com base no texto acima, referente ao Parnasianismo brasileiro, são feitas as seguintes inferências:

I - Parnasianismo opôs-se a princípios românticos como a subjetividade e a relativa liberdade do verso.
II - Tendo seu nome calcado num termo criado na França, o Parnasianismo brasileiro seguiu um caminho estético próprio, independente e original.
III - Parnasianismo e Realismo são correntes literárias com ideais e princípios estéticos totalmente diferenciados.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas I e II.
d) Apenas II e III
e) I, II e III.

27. (UF-PA) À subjetividade romântica os parnasianos contrapuseram a impessoalidade objetiva; Bilac, parnasiano por excelência, por vezes foge do rigorismo objetivista de sua escola como, por exemplo, nos versos em que o eu do poeta se manifesta claramente. É o que se vê em:

a) "Fernão Dias Paes Leme agoniza. Um lamento/ Chora largo, a rolar na longa voz do vento."
b) "Pára! Uma terra nova ao teu olhar fulgura!/ Detém-te! Aqui, de encontro a verdejantes plagas"
c) "E eu, solitário, solto a face, e tremo,/ Vendo o teu vulto que desaparece."
d) "Chega do baile. Descansa/ Move a ebúrnea ventarola."
e) "E ei-la, a morte! E ei-lo, o fim! A palidez aumenta; Fernão Dias se esvai, numa síncope lenta."

28.  (PUC-RS)
"Esta de áureos relevos, trabalhada
De divas mãos, brilhante copa, um dia,
Já de aos deuses servir como cansada,
Vinda do Olimpo, a um novo deus servia."
A poesia que se concentra na reprodução de objetos decorativos, como exemplifica a estrofe de Alberto de Oliveira, assinala a tônica da:

a) espiritualização da vida
b) visão do real.
c) arte pela arte.
d) moral das coisas.
e) nota do intimismo.



_____________________________________________
 GABARITO 
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
 A
 B
 C
 C
 A
 C
 D
D
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
A
D
C
E
C
B
E
C
C
B
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
E
C
A
B
C
A
C
C



Poderá ver também: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário