Romantismo - 25 Exercícios com gabarito

01. (UFPA) Na época da independência do Brasil, quando nosso país precisava auto-afirmar-se como nação, entrou em vigência entre nós um estilo de época que, pelos ideais de liberdade que professava através de sua ideologia, se prestava admiravelmente a expressar esses anseios nacionalistas. Tal estilo foi:

a) Romantismo
b) Barroco
c) Realismo/Naturalismo
d) Modernismo
e) Neoclassicismo

02. (FUVEST) Entre as obras mais comentadas do Visconde de Taunay estão: O Encilhamento, A Retirada da Laguna e, principalmente, o romance:

a) A Moreninha;
b) Inocência;
c) Clarissa;
d) Rosa;
e) A Escrava Isaura

03. (U.F.GOIÁS) Em relação à obra Memórias de um Sargento de Milícias pode-se afirmar que:

a) contraste entre o bem e o mal próprio dos romances românticos desaparece na figura do ator herói;
b) personagem Leonardo nasce malandro feito, como em Macunaíma;
c) Leonardo adquire as características da malandragem por força das circunstâncias;
d) panorama traçado pelo autor é limitado espaço em que as ações se desenvolvem;
e) panorama traçado pelo autor é ampliado espaço em que as ações se desenvolvem.

04. (UM-SP) O gosto pela expressão dos sentimentos, dos sonhos e das emoções que agitam seu mundo interior, numa atitude individualista e profundamente pessoal, marcou os autores do:

a) movimento realista
b) movimento árcade
c) movimento romântico
d) movimento barroco
e) movimento naturalista.  

05. (PUC-MG) Os fragmentos abaixo, retirados de obras da Literatura Brasileira, caracterizam a ideologia criada pelo Indianismo, exceto:

a) "(...) No Guarani o selvagem é um ideal, que o escritor intenta poetizar, despindo-o da crosta grosseira de que o envolveram os cronistas..."
b) "(...) Os tupis desceram para serem absorvidos. Para se diluírem no sangue da gente nova. Para viver subjetivamente e transformar numa prodigiosa força a bondade do brasileiro e o seu grande sentimento de humanidade."
c) "(...) Criaturas de Deus, de bons corpos e bom espírito, ainda sem religião e educáveis no bem ou no mal. Seria fácil trazê-las de sua virtude natural à virtude consciente do Cristianismo, para sua eterna salvação."
d) "(...) Era Peri. Altivo, nobre, radiante da coragem invencível e do sublime heroísmo de que já dera tantos exemplos, o índio se apresentava só em face de duzentos inimigos fortes e sequiosos de vingança."
e) "(...) contra o índio de tocheiro. O índio filho de Maria, afilhado de Catarina de Médicis e genro de Antônio de Mariz."

06. (FUVEST-SP) "A identificação da natureza com o sofrimento humano, a tragédia perene do amante rejeitado, o jovem andarilho condenado à vida errante em sua curta eternidade, a solidão do artista. E, enfim, a resignação e a reconciliação – ressentidas um pouco, por certo."

O texto acima enumera preferências temáticas e concepções existenciais dos poetas:

a) barrocos.
b) arcádicos.
c) românticos.
d) simbolistas.
e) parnasianos.

07. (FUVEST-SP) Sobre o romance indianista de José de Alencar, pode-se afirmar que:

a) analisa as reações psicológicas da personagem como um efeito das influências sociais.
b) é um composto resultante de formas originais do conto.
c) dá forma ao herói amalgamando-o à vida da natureza.
d) representa contestação política ao domínio português.
e) mantém-se preso aos modelos legados pelos clássicos.

08. (UFPA) A liberdade de inspiração, pregada pelos românticos, correspondia, também, à liberdade formal – esta peculiaridade possibilitou a mistura dos gêneros literários e o conseqüente abandono da hierarquia clássica que os presidia. Como conseqüência, no Brasil:

a) Observa-se um detrimento da poesia em favor da prosa.
b) Registra-se o abandono total do soneto.
c) Verifica-se a interpenetração dos gêneros, o que muito enriqueceu os já existentes, possibilitando o aparecimento de novos.
d) Ampliou-se o alcance da poesia, o que já não se pode dizer quanto ao romance e ao teatro.
e) Usou-se, quase abusivamente, o verso livre, o que muito contribuiu para o desenvolvimento de nossa poesia.

09. (UFES) Em relação ao romance Lucíola, de José de Alencar, só não é correto dizer que:

a) analisa o drama íntimo de uma mulher, dividida entre o amor conjugal e a riqueza material.
b) é escrito em forma de cartas, que serão reunidas e publicadas pela senhora que aparece no texto.
c) narrador em 1ª pessoa retrata um perfil de mulher aparentemente mundana e frívola.
d) protagonista relata, através de sua visão romântica, a sina da prostituição de Lúcia.
e) autor revela aspectos negativos dos costumes burgueses do Rio de Janeiro de cem anos atrás.

10.  (UCP-PR) O desejo de morrer e a sentimentalidade doentia são características da poesia do autor de Lira dos vinte anos. Trata-se de:

a) Gonçalves Dias.
b) Castro Alves.
c) Gonçalves de Magalhães.
d) Casimiro de Abreu.
e) Álvares de Azevedo.

11. (UFRN) Sobre Gonçalves Dias, é correto afirmar:

a) natural do Ceará, escreveu obras indianistas como A Confederação dos Tamoios e Ubirajara.
b) poeta gaúcho, destacou-se, dentro do Romantismo, pela poesia lírica e sentimental como, por exemplo, Lira dos Vinte Anos e A Noite na Taverna.
c) poeta maranhense, um dos principais representantes do Romantismo, escreveu poesias sentimentais e poemas de enaltecimento do índio como, por exemplo, Timbiras.
d) natural de Minas Gerais, foi um dos representantes do Pré-Modernismo ao escrever Inspirações do Claustro.
e) poeta paulista, pertencente ao Parnasianismo, ficou famoso com a obra Conferências Literárias.

12. (FAU-SP) O indianismo de nossos poetas românticos é:

a) uma forma de apresentar o índio em toda a sua realidade objetiva; o índio como elemento étnico da futura raça brasileira.
b) um meio de reconstruir o grave perigo que o índio representava durante a instalação da capitania de São Vicente.
c) um modelo francês seguido no Brasil; uma necessidade de exotismo que em nada difere do modelo europeu.
d) um meio de eternizar liricamente a aceitação, pelo índio, da nova civilização que se instalava.
e) uma forma de apresentar o índio como motivo estético; idealização com simpatia e piedade; exaltação da bravura, do heroísmo e de todas as qualidades morais superiores.

13. (U.F. Juiz de Fora-MG) Em relação ao Romantismo brasileiro, todas as afirmações são verdadeiras. Exceto:

a) expressão do nacionalismo através da descrição de costumes e regiões do Brasil.
b) análise crítica e científica dos fenômenos da sociedade brasileira.
c) desenvolvimento do teatro nacional.
d) expressão poética de temas confessionais, indianistas e humanistas.
e) caracterização do romance como forma de entretenimento e moralização.

14. (OSEC-SP) A época romântica caracteriza-se por ser:

a) lusófoba e nacionalista.
b) de influência inglesa.
c) atéia e influenciada pelo positivismo.
d) carente de bons poetas.

15. (FMABC-SP) Assinale a alternativa em que se encontram três características do movimento literário ao qual se dá o nome de Romantismo:

a) predomínio da razão, perfeição da forma, imitação dos antigos gregos e romanos
b) reação anticlássica, busca de temas nacionais, sentimentalismo e imaginação
c) anseio de liberdade criadora, busca de verdades absolutas e universais, arte pela arte
d) desejo de expressar a realidade objetiva, visão materialista do universo
e) preferência por temas medievais, rebuscamento de conteúdo e de forma, tentativa de expressar a realidade inconsciente.

16. (UFRS) A produção de Álvares de Azevedo é, no Brasil, a maior expressão:

a) do culto à natureza
b) do cientificismo
c) da arte pela arte
d) do culto ao "bom selvagem"
e) do mal-do-século.

17. (FMU/FIAM-SP) O homem de todas as épocas se preocupa com a natureza. Cada período a vê de modo particular. No Romantismo, a natureza aparece como:

a) um cenário cientificamente estudado pelo homem; a natureza é mais importante que o elemento humano.
b) um cenário estático, indiferente; só o homem se projeta em busca de sua realização.
c) um cenário sem importância nenhuma; é apenas pano de fundo para as emoções humanas.
d) confidente do poeta, que compartilha seus sentimentos com a paisagem; a natureza se modifica de acordo com o estado emocional do poeta.
e) um cenário idealizado, onde todos são felizes e os poetas são pastores.

18. (UNIP-SP) Assinale a característica não-aplicável à poesia romântica:

a) artista goza de liberdade na metrificação e na distribuição rítmica;
b) importante é o culto da forma, a arte pela arte;
c) a poesia é primordialmente pessoal, intimista e amorosa;
d) enfatiza-se a auto-expressão, o subjetivismo, o individualismo;
e) a linguagem do poeta é a mesma do povo: simples, espontânea.

19.  (UFV-MG) Assinale a alternativa falsa:

a) Romantismo, como estilo, não é modelado pela individualidade do autor; a forma predomina sempre sobre o conteúdo.
b) Romantismo é um movimento de expressão universal, inspirado nos modelos medievais e unificado pela prevalência de características comuns a todos os escritores da época.
c) Romantismo, como estilo de época, consistiu basicamente num fenômeno estético-literário desenvolvido em oposição ao intelectualismo e à tradição racionalista e clássica do século XVIII.
d) Romantismo, ou melhor, o espírito romântico, pode ser sintetizado numa única qualidade: a imaginação. Pode-se creditar à imaginação a capacidade extraordinária dos românticos de criarem mundos imaginários.
e) Romantismo caracterizou-se por um complexo de características, como o subjetivismo, o ilogismo, o senso de mistério, o exagero, o culto da natureza e o escapismo.

20. (Cesgranrio-RJ) O próprio Romantismo produziu uma literatura em desacordo com certas tônicas do movimento. Através da ironia, autores românticos revelam irreverência muitas vezes feroz.

 Assinale a opção em que o autor se mantém dentro dos preceitos mais conhecidos da escola romântica, tais como a glorificação do ideal e do sublime e o desapego ao mundo material:

a) "Dos prazeres do amor as primícias,/ De meu pai entre os braços gozei;/ E de amor as extremas delícias/ Deu-me um filho, que dele gerei." (Bernardo Guimarães)
b) "Como dormia! Que profundo sono!.../ tinha na mão o ferro do engomado.../ Como roncava maviosa e pura!.../ Quase caí na rua desmaiado!" (Álvares de Azevedo)
c) "(Damas da nobreza) – Não precisa aprendê/ Quem tem pretos p'herdá/ e escravidão p'escrevê;/ Basta tê/ Burra d'ouro e casá." (Sousândrade)
d) "Porque Deus pôs em meu peito/ Um tesouro de harmonia:/ Deu-me a sina de seus anjos,/ Deu-me o dom da poesia.' (Junqueira Freire)
e) "Nem há de negá-lo – não há doce lira/ Nem sangue de poeta ou alma virgem/ Que valha o talismã que no oiro vibra!" (Álvares de Azevedo)

21. (UFSCar-SP) Assinale a opção que melhor preencha a lacuna existente no seguinte texto:

"Segundo a interpretação de Karl Mannehim, o ..... expressa os sentimentos dos descontentes com as novas estruturas: a nobreza, que já caiu, e a pequena burguesia que ainda não subiu: de onde, as atitudes saudosistas ou reivindicatórias que pontuam todo o movimento."

a) Realismo
b) Romantismo
c) Modernismo
d) Impressionismo
e) Arcadismo

22. (FUVEST-SP) Tomadas em conjunto, as obras de Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo e Castro Alves demonstram que, no Brasil, a poesia romântica:

a) pouco deveu às literaturas estrangeiras, consolidando de forma homogênea a inclinação sentimental e o anseio nacionalista dos escritores da época.
b) repercutiu, com efeitos locais, diferentes valores e tonalidades da literatura européia: a dignidade do homem natural, a exacerbação das paixões e a crença em lutas libertárias.
c) constituiu um painel de estilos diversificados, cada um dos poetas criando livremente sua linguagem, mas preocupados todos com a afirmação dos ideais abolicionistas e republicanos.
d) refletiu as tendências ao intimismo e à morbidez de alguns poetas europeus, evitando ocupar-se com temas sociais e históricos, tidos como prosaicos.
e) cultuou sobretudo o satanismo, inspirado no poeta inglês Byron, e a memória nostálgica das civilizações da Antigüidade clássica, representadas por suas ruínas.

23. (FEI-SP) Assinale o item que contém somente características românticas:

a) Subjetivismo, bucolismo, sentimentalismo.
b) subjetivismo, nacionalismo, pastoralismo.
c) Culto à natureza, nacionalismo, culto ao contraste.
d) Conceitismo, liberdade de formas, cultismo.
e) Nacionalismo, culto à natureza, liberdade de formas.

24. (UCP-PR) "O público gostava de obras que lhe permitissem auto-identificar-se com as personagens, que lhe fornecessem meios de esquecer, com a leitura, a monotonia da vida regulada pelos estreitos horizontes burgueses."

O texto acima faz referência à estética:

a) barroca
b) simbolista
c) modernista
d) romântica
e) parnasiana

25. (UFV-MG) A ficção romântica é repleta de sentimentalismos, inquietações, amor como única possibilidade de realização, personagens burgueses idealizados, culminando sempre com o habitual "... e foram felizes para sempre".

Assinale a alternativa que não corresponde à afirmação acima:

a) amor constitui o objetivo fundamental da existência e o casamento, o fim último da vida.
b) Não há defesa intransigente do casamento e da continência sexual anterior a ele.
c) A frustração amorosa leva, incondicionalmente, à morte.
d) Os protagonistas são retratados como personagens belos, puros, corajosos.
e) A economia burguesa determina os gostos e a maneira de ver o mundo ficcional romântico.


 GABARITO 

01 - A
02 - B
03 - B
04 - C
05 - E
06 - C
07 - C
08 - C
09 - B
10 - E
11 - C
12 - E
13 - B
14 - A
15 - B
16 - E
17 - D
18 - B
19 - A
20 - D
21 - B
22 - B
23 - E
24 - D
25 - B

3 comentários:

  1. Olá,fiz uma prova sobre esse assunto já faz um tempo e a correção que minha professora fez não coincide com a resposta desse gabarito,você poderia me esclarecer a questão 9, dos motivos de ser a B
    Se puder me esclarecer melhor meu contato é
    +55 41 98854-6210

    ResponderExcluir
  2. Olá,fiz uma prova sobre esse assunto já faz um tempo e a correção que minha professora fez não coincide com a resposta desse gabarito,você poderia me esclarecer a questão 9, dos motivos de ser a B
    Se puder me esclarecer melhor meu contato é
    +55 41 98854-6210

    ResponderExcluir