Pontuação - 30 Exercícios com gabarito

01 (FCC) – Está inteiramente correta a pontuação do seguinte período: 

a) Garçom, nós queremos conversar; poderia pedir para baixar um pouco o volume do rádio, por favor?  
b) Se a maré subir, logo, os turistas ficarão ilhados naquelas pedras e, terão que esperar até amanhã, para voltarem.
c) Admita, que você nos traiu, ao tomar uma atitude que contrariou inteiramente, nossa decisão da véspera. 
d) Durante a projeção do filme, que você me recomendou as pessoas iam saindo, mostrando assim, seu desagrado e desinteresse pelo final. 
e) Você deve ser condescendente, uma vez que, se não renegociar minha dívida, dificilmente, poderei pagá-la.

02. (NCE-UFRJ) – A frase em que os sinais de pontuação foram empregados de acordo com as normas em vigor é:

a) O fim desta é informar a V. Sª, que sua participação, como conferencista, no Quinto Congresso Nacional de Entomologia foi aprovada. 
b) O fim desta é informar a V. Sª que sua participação como conferencista no Quinto Congresso Nacional de Entomologia, foi aprovada. 
c) O fim desta é informar a V. Sª que sua participação como conferencista, no Quinto Congresso Nacional de Entomologia, foi aprovada. 
d) O fim desta é informar a V. Sª que sua participação como conferencista, no Quinto Congresso Nacional de Entomologia foi aprovada. 
e) O fim desta, é informar a V. Sª que sua participação como conferencista no Quinto Congresso Nacional de Entomologia foi aprovada.

03. (FEC) – Entre os trechos do texto abaixo, aquele em que o uso da vírgula não é gramaticalmente obrigatório é: 

a) “Eu tinha de ir à alfândega e, portanto, passar pela Praça Mauá.” 
b) “Em Copacabana voltamos a ver o barco, na altura da Cotunduba.” 
c) “Antonio Maria contou que uma vez ia num táxi guiado por um chofer português velho, bigodudo, calado, de cara triste.” 
d) “O ‘Vera Cruz’, homem, venha depressa, venha!” 
e) “O casal de portugueses da portaria conversava com o porteiro do lado e o zelador do edifício da frente, todos portugueses.”

04. (VUNESP) – Assinale a alternativa correta quanto à pontuação, de acordo com a norma culta: 

a) Éticas diferentes, regulam as atividades dos homens na vida coletiva; a ética do trabalho e a ética da aventura. A ética que o homem trabalhador assume centra-se primeiro na dificuldade a vencer enquanto que a do aventureiro, é idealizada para colher o fruto sem plantar a árvore. 
b) Éticas diferentes regulam as atividades dos homens na vida coletiva, a ética do trabalho e a ética da aventura. A ética que o homem trabalhador assume centra-se primeiro, na dificuldade a vencer enquanto, que a do aventureiro é idealizada para: colher o fruto sem plantar a árvore. 
c) Éticas diferentes regulam as atividades dos homens na vida coletiva: a ética do trabalho e a ética da aventura. A ética que o homem trabalhador assume centra-se primeiro na dificuldade a vencer enquanto que a do aventureiro é idealizada para colher o fruto sem plantar a árvore. 
d) Éticas, diferentes regulam as atividades dos homens na vida coletiva a ética do trabalho e a ética da aventura. A ética, que o homem trabalhador assume centra-se, primeiro na dificuldade a vencer enquanto que a do aventureiro é idealizada, para colher o fruto sem plantar a árvore. 
e) Éticas diferentes, regulam, as atividades dos homens na vida coletiva a ética do trabalho e a ética da aventura. A ética que o homem trabalhador assume centra-se primeiro na dificuldade a vencer; enquanto que a do aventureiro é idealizada para colher o fruto; sem plantar a árvore.

05. (ACCESS) – “A história do Brasil pode ser contada de vários modos e sob vários ângulos, mas para a maioria ela é a história da indústria da fome e da miséria.” 

O emprego da vírgula antes de mas é justificado pela seguinte regra: usa-se a vírgula para: 

a) separar orações intercaladas; 
b) isolar aposto explicativo;
c) separar orações coordenadas sindéticas adversativas; 
d) separar orações subordinadas adjetivas explicativas; 
e) isolar os termos repetidos.

06. (CESPE-UnB) – Indique a opção correta quanto às pontuações alternativas: 

“O domínio que adquirimos sobre certos assuntos em decorrência de nossa experiência profissional muitas vezes faz com que os tomemos como de conhecimento geral.” 

a) O domínio, que adquirimos sobre certos assuntos em decorrência de nossa experiência profissional muitas vezes faz com que os tomemos como de conhecimento geral. 
b) O domínio, que adquirimos sobre certos assuntos, em decorrência de nossa experiência profissional muitas vezes, faz com que os tomemos como de conhecimento geral. 
c) O domínio que adquirimos sobre certos assuntos em decorrência de nossa experiência profissional muitas vezes, faz com que os tomemos como de conhecimento geral. 
d) O domínio que, adquirimos sobre certos assuntos em decorrência de nossa experiência profissional, muitas vezes faz com que os tomemos como de conhecimento geral. 
e) O domínio que adquirimos sobre certos assuntos, em decorrência de nossa experiência profissional, muitas vezes faz com que os tomemos como de conhecimento geral. 

07. (FCC) – Está inteiramente correta a pontuação do seguinte período: 

a) Quando a democracia não funciona bem não é raro, que aqui e ali, passem a se manifestar os que conservam saudades dos regimes autoritários. 
b) Ao se referir ao Brasil de 1989, o autor está-nos lembrando que, àquela época, a maioria dos eleitores fez Presidente um candidato classificável como aventureiro. 
c) Seria interessante saber, em que “certas circunstâncias”, um governo autoritário ofereceria vantagens, em relação a um governo democrático. 
d) Assim como, boa parte dos brasileiros, também, o autor do texto julga: que a nossa democracia, poderia funcionar de uma maneira melhor. 
e) Se é verdade, que só 18% concordam com a chamada “saída autoritária”, também é verdade, que só 40%, aceitam bem as privatizações.

08. (ESAF) – Assinale a opção em que o texto apresenta pontuação correta: 

a) Há no mundo regiões que agora enfrentam problemas generalizados, infinitamente mais graves que, aqueles com que nos confrontamos em nossos piores momentos do passado. 
b) Mas parece reinar, em toda parte a certeza de que hoje faz sentido lançar ideias à mesa e trabalhar sobre elas. 
c) Tantas passagens – remotas ou recentes – da história, foram marcadas pela esterilidade, pela convicção coletiva de que nada do que se pensasse, dissesse, fizesse, tentasse, ousasse adiantaria alguma coisa, tão bloqueadas eram as perspectivas. 
d) Hoje vivemos o contrário disso. Sabemos que ideias, palavras e gestos têm o poder de fecundar o terreno do século que termina, do século que começa e que, vale a pena, por isso viver esse momento. e) Se aproveitamos com integridade, inteligência, trabalho e sentido de criação, não há limite para o que nos pode vir em troca. Se perdermos essa oportunidade, se nos perdermos em banalidades neste ponto da história que reclama grandeza, sobrará depois um profundo remorso.

09. (CETRO) – Marque o período pontuado de acordo com as normas gramaticais: 

a) Apesar de ser um gentleman, e de sempre cuidar bem da mulher, o marido na verdade tinha uma única certeza – sua esposa não lhe contava tudo sobre sua vida. 
b) Apesar de ser um gentleman e de sempre cuidar bem da mulher, o marido, na verdade, tinha uma única certeza: sua esposa não lhe contava tudo, sobre sua vida. 
c) Apesar de ser um “gentleman” e de sempre cuidar bem da mulher, o marido, na verdade tinha uma única certeza: sua esposa não lhe contava tudo sobre sua vida.
d) Apesar de ser um “gentleman” e de sempre cuidar bem da mulher, o marido na verdade, tinha uma única certeza – sua esposa não lhe contava tudo sobre sua vida. 
e) Apesar de ser um “gentleman” e de sempre cuidar bem da mulher, o marido, na verdade, tinha uma única certeza: sua esposa não lhe contava tudo sobre sua vida.

10. (COSEAC-UFF)  Em relação ao trecho: “Aqui, a ideia de um custeio social – que na verdade é um rateio, porque como contribuintes pagamos aquilo que vamos desfrutar como cidadãos – fica mais difícil. Uma coisa é ratearmos o custo de operações de câncer, de tratamento de doenças caras. Outra é ratearmos o sonho de corpo de cada um”, a mudança de pontuação que se propõe é inaceitável, consideradas as normas em vigor, na alternativa: 

a) parênteses no lugar dos travessões; 
b) vírgula antes e após “como contribuintes”; 
c) dois-pontos (seguido de minúscula) em vez de ponto após “fica mais difícil”; 
d) vírgula após “Uma coisa” e após “Outra”; 
e) ponto e vírgula (seguido de minúscula) em vez de ponto após “doenças caras”.

11. (COSEAC-UFF) – As vírgulas empregadas no período “E igualdade, com certeza, só conseguiremos, em sua plenitude, através da Educação, vertente única em que se podem buscar novos horizontes de socialização de bens e de cidadania” justificam-se pelas seguintes razões: 

a) as duas primeiras, para separar vocativo; a terceira e quarta, para separar termo intercalado; e a quinta, para separar aposto; 
b) as quatro primeiras, para separar termos intercalados; a quinta, para separar aposto; 
c) as quatro primeiras, para separar vocativo; a quinta, para separar adjunto adverbial; 
d) as duas primeiras e a terceira e quarta, para separar aposto; a quinta, para separar adjunto adverbial; 
e) as duas primeiras, para separar vocativo; as outras três, para separar aposto. 

12. (FUNRIO) – Em “Ela, a mídia, pode e deve se manifestar quanto a suas preferências”, as vírgulas servem para: 

a) separar um vocativo; 
b) destacar uma expressão resumitiva; 
c) enfatizar um termo subsequente; 
d) isolar um aposto; 
e) neutralizar um termo antecedente.

13. (FUNRIO) – As vírgulas empregadas no trecho “Para que continuemos a voar um voo de vitória, devemos nos desprender de lembranças, costumes e velhos hábitos que nos causam dor.” justificam-se, normativamente, porque: 

a) a primeira separa elementos de mesma função sintática, e a segunda separa termos empregados na ordem inversa; 
b) primeira separa termos empregados na ordem inversa, e a segunda isola expressões explicativas; 
c) a primeira separa oração adverbial a iniciar o período, e a segunda separa elementos de mesma função sintática;  
d) a primeira indica supressão de palavras, e a segunda isola expressões de cunho explicativo; 
e) a primeira isola elementos de mesma função sintática, e a segunda demarca oração adverbial.

14. (VUNESP) – Assinale a alternativa correta, quanto à pontuação, conforme a norma culta: 

a) Os óculos, de duas hastes, foram criados, pelo inglês James Ayscough. 
b) O senador romano Marco Túlio Cícero, comprava escravos para lerem para ele. 
c) No ano 1000: apareceram as primeiras lentes feitas, de cristais de quartzo. 
d) Os europeus tinham vergonha, de usar óculos. Pois achavam o adorno feio. 
e) Antigamente, quem tinha problema de visão logo se aposentava. 

15. (FEC) – No trecho: “Sem que Clarissa saiba exatamente por que, seus olhos [...]”, a pontuação foi devidamente empregada, o mesmo não se podendo apontar, porém, em um dos itens abaixo. Marque-o: 

a) Os convidados, distraídos com o barulho reinante, nada perceberam. 
b) Minha irmã, ela mesma, resolveu o nosso problema. 
c) Adoro natação; ele, futebol. 
d) “— Queria ver se você é mesmo inteligente!” – retrucou, sabiamente, o professor. 
e) O Presidente da indústria de laticínios e seus derivados, apresentou-nos a proposta.

16. (NCE-UFRJ) – Assinale o item em que o uso de vírgulas aparece corretamente justificado: 

a) “...atingindo indistintamente vários segmentos da população, ricos e pobres,...” – para indicar a presença de um vocativo. 
b) “...a propaganda comercial também veicula, com a propaganda ideológica, modelos de apresentação pessoal...” – para separar o verbo de seu objeto direto. 
c) “...na véspera do dia das mães, dos namorados, dos pais e do Natal...” – para separar os termos de uma enumeração.  
d) “...vamos assimilando o que deve ser comido no café da manhã, como lavar a roupa, o que beber...” – para separar orações subordinadas de diferentes tipos. 
e) “...com todos trabalhando para, um dia, chegarem lá.” – para mostrar o deslocamento sintático do complemento verbal.

17. (NCE-FCC) – Os períodos abaixo apresentam diferenças de pontuação. Assinale, na folha de respostas, a letra que corresponde ao período de pontuação correta. 

a) Será necessário afirmar que nenhum outro seria mais capaz do que ele de realizar tal obra. 
b) Será necessário afirmar, que nenhum outro seria mais capaz, do que ele, de realizar tal obra. 
c) Será necessário afirmar que, nenhum outro seria mais capaz do que ele de realizar, tal obra. 
d) Será necessário afirmar que, nenhum outro, seria mais capaz do que ele, de realizar tal obra. 
e) Será necessário afirmar, que nenhum outro, seria mais capaz do que ele, de realizar tal obra.

18. (FEC) –  Das alterações feitas abaixo na pontuação da frase: “O futebol, que desde os primeiros anos do século vinha se difundindo rapidamente pela cidade, alcançava no fim da década de 1910 uma popularidade ímpar.” está incorreta a que foi feita na opção:

a) O futebol, que, desde os primeiros anos do século, vinha se difundindo rapidamente pela cidade, alcançava no fim da década de 1910 uma popularidade ímpar. 
b) O futebol, que desde os primeiros anos do século vinha se difundindo rapidamente pela cidade, alcançava, no fim da década de 1910, uma popularidade ímpar. 
c) O futebol, que, desde os primeiros anos do século, vinha se difundindo rapidamente pela cidade, alcançava, no fim da década de 1910, uma popularidade ímpar. 
d) O futebol, que, desde os primeiros anos do século vinha se difundindo, rapidamente pela cidade, alcançava no fim da década de 1910 uma popularidade ímpar. 
e) O futebol que, desde os primeiros anos do século, vinha se difundindo rapidamente pela cidade alcançava no fim da década de 1910 uma popularidade ímpar.

19. (VUNESP) – Assinale a alternativa em que a pontuação atende aos princípios da norma culta. 

a) Boa parte de seu crescimento, deve-se a sua estratégia de apoio, às micro, pequenas e médias empresas. 
b) Assim como os colegas tentei esclarecer, em meus livros que: o terrorismo é fenômeno antigo, quase tão antigo quanto a humanidade. 
c) A França, com 73 milhões de turistas/ano e a Espanha, com 46 milhões são exemplos de países que investem e faturam, com o turismo. 
d) Outra possibilidade é pedir uma segunda opinião – e pagar por isso – a especialistas inscritos numa lista com a finalidade de prestar serviços de consultoria. 
e) Para muita gente, a época de Natal e Ano Novo só provoca: tristeza – caso dos que vivem, debaixo de um viaduto.

20. (FESP-RJ) – No trecho “Propor, contudo, a permanência da criança na rua é cega hipocrisia...”, empregaram-se as duas vírgulas porque a conjunção, habitualmente no início da oração, aparece intercalada. O trecho onde as duas vírgulas também separam uma expressão intercalada é: 

a) “...ou as condições de vida que lhe são impostas pelo caótico quadro social, político, ético e econômico da nação.” 
b) “...nem se abranda com leis ou discursos laudatórios dessa lei, mas com vontade política e recursos, muitos recursos.” 
c) “Tais recursos, sabe-se, não estão disponíveis hoje.” 
d) “A rua não é local adequado para morar, e a defesa do menor de rua não pode se transformar na defesa do menor na rua, como querem agora os defensores.” 
e) “Oferecendo-lhe albergue, comida, escola...”

21. (ESAF) – Assinale o item que apresenta pontuação correta: 

a) Embora aos sete anos, Joan Miró já ensaiasse naturezas-mortas e autorretratos, os pais não o deixavam pintar. A resistência, só foi vencida quando, empregado como guarda-livros em uma farmácia, por imposição familiar, caiu de cama com crise nervosa e tifo. 
b) Embora, aos sete anos Joan Miró já ensaiasse, naturezas-mortas e autorretratos, os pais não o deixavam o pintar. A resistência só foi vencida, quando, empregado como guarda-livros em uma farmácia por imposição familiar, caiu de cama com crise nervosa e tifo.
c) Embora aos sete anos Joan Miró já ensaiasse naturezas-mortas e autorretratos os pais não o deixavam pintar. A resistência só foi vencida quando, empregado, como guarda-livros, em uma farmácia por imposição familiar, caiu de cama com crise nervosa e tifo. 
d) Embora aos sete anos Joan Miró já ensaiasse naturezas-mortas e autorretratos, os pais não o deixavam pintar. A resistência só foi vencida quando, empregado como guarda-livros em uma farmácia por imposição familiar, caiu de cama com crise nervosa e tifo. 
e) Embora aos sete anos Joan Miró já ensaiasse, naturezas-mortas e autorretratos, os pais, não o deixavam pintar. A resistência, só foi vencida quando, empregado como guarda-livros em uma farmácia; por imposição familiar, caiu de cama, com crise nervosa e tifo.

22. (FJG) – “O recurso à palavra pomposa, o palavrão bonito da moda, é sintomático de velha doença brasileira da retórica.” As vírgulas foram usadas no fragmento para: 

a) desfazer possível má interpretação; 
b) indicar a elipse de um verbo; 
c) intercalar o vocativo; 
d) separar o aposto do termo fundamental; 
e) assinalar o deslocamento de um termo.

23. (FEC) – No enunciado “A frequência, quantidade de ondas sonoras que passa em um ponto durante determinada intervalo de tempo, é, em geral medida em hertz...”, as vírgulas foram usadas em obediência à mesma regra que justifica o emprego da(s) vírgula(s) em: 

a) “Golfinhos, baleias e algumas espécies de esquilos e pássaros também usam a ecolocalização...” 
b) “Já a intensidade é a quantidade de energia do som, em geral medida em decibéis (dB).” 
c) “Algumas espécies, durante essa operação, podem emitir 200 sinais por segundo...” 
d) “Isso tem uma importante implicação para a ecolocalização, pois ecos de sons de alta frequência podem permitir uma informação mais detalhada sobre um objeto.” 
e) “Esse sistema de orientação é encontrado em todas as espécies da subordem Microchiroptera (cerca de 850), um dos dois grandes grupos em que se dividem os morcegos.”

24. (FESP-RJ) – “A favela é um sintoma – grave – da doença brasileira.” Na frase acima, os travessões foram usados para: 

a) evitar a repetição de um termo já mencionado; 
b) explicar, com um sinônimo, o termo anterior; 
c) enfatizar a adjetivação atribuída ao substantivo anterior; 
d) interromper o pensamento, desviando-o para outro assunto; 
e) intercalar uma ideia estranha à que vinha sendo enunciada.

25. (FESP-RJ) – Nas passagens do texto abaixo estão indicadas vírgulas que o autor poderia ter usado. A alternativa em que seu aparecimento contraria as normas da língua culta é: 

a) “No Brasil, se o hábito não faz o monge, muitas vezes, é causa de atraso.” 
b) “O medo de modificar costumes inadequados a nossa realidade faz, com que permaneçamos estacionados.” 
c) “Criou-se, entre nós, a ideia equivocada de que um homem só está bem vestido quando abafa o corpo.” 
d) “Mais lógico seria que, ao serem bombardeados nas ruas, nos ônibus, nos trens e nos escritórios por esse calor insuportável, os homens reagissem.” 
e) “Tenho esperança de que, brevemente, sem traumas, recalques ou compromissos com o passado, poderemos, finalmente, ir para o trabalho em roupa esporte.”

26. (ESAF) – Indique o trecho que apresenta pontuação incorreta: 

a) É improvável que o caminho da mudança no Brasil seja aberto com explosões sociais. A energia que pode ser usada agora para fazer um futuro diferente está, aparentemente, em outras fontes de transformação. 
b) É preciso observar que há mudanças no Brasil. Ela não corre, mas anda. Não corre, mas ocorre. 
c) Seus sinais estão, por exemplo, no melhoramento das cidades em plena crise da administração federal, no basta à corrupção, no movimento pela ética na política, na emergência de movimentos em favor da mulher, da criança ou da ecologia, no antirracismo. 
d) São antídotos contra a cultura autoritária que sempre ditou a receita do desastre social. Eles estão na confluência de duas tendências. 
e) Parte da elite, não quer viver no apartheid sul-africano e, cada vez mais, os pobres querem sua cota de cidadania. 

27. (VUNESP) – Assinale a alternativa correta quanto à pontuação: 

a) Seguido pelo alcoolismo o tabagismo, encabeça a lista dos fatores de risco. 
b) O tabagismo encabeça, seguido pelo alcoolismo a lista dos fatores de risco. 
c) O tabagismo, seguido pelo alcoolismo, encabeça a lista dos fatores de risco.
d) O tabagismo seguido pelo alcoolismo, encabeça a lista dos fatores de risco. 
e) O tabagismo encabeça seguido pelo alcoolismo, a lista dos fatores de risco.

28. (SENASP) – A pontuação na escrita é a entonação na fala, portanto analise cada uma das opções e assinale a que não justifica a explicação entre parênteses: 

a) As leis brasileiras, explicava o juiz, vão sendo modificadas gradualmente. (oração intercalada precisa de vírgulas) 
b) Casa de ferreiro, espeto de pau. (ideias opostas necessitam separação assindética) 
c) O carnaval, que é festa popular, é bem comemorado no Nordeste. (oração adjetiva explicativa tem que ser separado por vírgulas) 
d) Quer aceitemos, quer não aceitemos, a violência se instalou entre nós. (a vírgula separa orações alternativas) 
e) Já bateu o sino, logo podemos ir à missa. (a vírgula separa oração conclusiva)

29. (ACCESS) – A vírgula que separa a oração sublinhada em “Os ídolos cumprem um papel importante. São geradores de entusiasmo e alegria. Ayrton Senna foi um semeador de otimismo. O Brasil esquecia suas mazelas, e os nossos domingos se vestiam de verde e amarelo.” da oração seguinte se justifica porque esta oração: 

a) tem sujeito diferente; 
b) é oração adverbial; 
c) é coordenada à anterior; 
d) é oração reduzida; 
e) não tem nenhum elemento coordenativo.

30. (CESPE-UnB) – Marque a opção que apresenta emprego inadequado de sinal de pontuação: 

a) A rigor, não há incompatibilidade entre neoliberalismo e democracia. 
b) No governo do presidente Reagan, nos EUA, os pobres tornaram-se mais pobres ainda, e 60% do aumento do Produto Nacional Bruto favoreceram os 1% mais ricos. 
c) As condições de vida naquele país deterioraram-se dramaticamente, mas nunca passou pela cabeça do grande astro investir contra a lei ou cercar o Capitólio pelo “marines”. 
d) Se as políticas econômicas do socialismo não são garantia para a democracia, do neoliberalismo emerge a devastação da vida das populações pobres, mas nem sempre a ditadura. 
e) Nem Reagan, nem Thatcher, conseguiram pôr abaixo as políticas compensatórias da pobreza. 





_______________________________________
 ➤ GABARITO 
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
A
CBCCEBEED
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
B
DCEECADDC
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
D
DECBECBA
E

3 comentários:

  1. I Read your blog, it’s so informative:
    Explore the Ganges Ghat, Banaras and Great Shiv Temple with the Golden Triangle Tour With Varanasi. Enjoy the Varanasi Tour Package by Pacific India Tour ..
    Thanks
    India Trip Designer
    www.indiatripdesigner.com

    ResponderExcluir
  2. I Read your blog, it’s so informative:
    Explore the Ganges Ghat, Banaras and Great Shiv Temple with the Golden Triangle Tour With Varanasi. Enjoy the Varanasi Tour Package by Pacific India Tour ..
    Thanks
    India Trip Designer
    www.indiatripdesigner.com

    ResponderExcluir