Povo Hebreu - 13 Exercícios com gabarito

01. (UFCE) Os hebreus desenvolveram sua civilização no primeiro milênio antes de Cristo. A respeito dela podemos afirmar, corretamente que:

a) a importância da história da civilização hebraica se expressa, especialmente, através da formação de um Estado centralizado.
b) a civilização hebraica apresenta traços específicos que decorrem do seu distanciamento frente às demais culturas do Oriente Próximo.
c) a importância do estudo dos hebreus se justifica pelo monoteísmo ético que surge e se desenvolve entre eles, constituindo-se um ponto de partida para o cristianismo e o islamismo.
d) os antigos hebreus têm como livro sagrado o Novo Testamento, que compreende vários outros livros, dentre os quais está o Gênesis, que trata da Criação.
e) a antecedência da civilização hebraica à sumeriana explica a presença de mitos semelhantes nas duas culturas.

02. (PUC-PR)  Na Antiguidade muitos povos consideravam que as doenças eram enviadas pelos deuses. No final do século VIII a.C., quando os assírios sitiaram a cidade de Jerusalém e ameaçaram invadi-la, uma epidemia virulenta acometeu o acampamento matando muitos soldados. Nessa ocasião, Ezequias, rei de Judá, considerou essa epidemia uma bênção de Deus.

Nesse contexto, marque a alternativa INCORRETA sobre a religião dos hebreus:

a) Os hebreus consideravam Deus como soberano absoluto, fonte de todo o Universo e dono de uma vontade suprema. 
b) O Deus hebreu era transcendente, não se identificava com nenhuma força natural; estava acima da natureza. 
c) Os hebreus consideravam Deus bom e que fazia exigências éticas ao seu povo. Ao contrário dos deuses do Oriente Próximo, Deus não era atraído pela luxúria ou impelido pelo mal. 
d) Deus para os hebreus era uno, soberano, transcendente e bom. 
e) Para os hebreus o poder de Deus vinha de um poder preexistente, habitava a natureza e fazia parte dela.

03. (SANTA CASA) O período do Cativeiro da Babilônia (586 - 539 a. C.) foi importante na evolução da religião hebraica, pois, graças ao contato com os neobabilônios, os judeus:

a) passaram a conceber Jeová como identificado com seus problemas sociais;
b) ficaram imbuídos de concepções animistas, adorando as forças da Natureza;
c) adoraram a idéia do fatalismo e do caráter transcendental de Deus;
d) abandonaram práticas ligadas à magia, como por exemplo, a necromancia;
e) conceberam Jeová em termos antropomórficos, inclusive com qualidades  próprias dos homens.

04. (UFPE) Entre os povos do oriente médio, os hebreus foram os que mais influenciaram a cultura da civilização ocidental, uma vez que o cristianismo é considerado como uma continuação das tradições religiosas hebraicas.
A partir do texto anterior, assinale a alternativa incorreta:

a) Originários da Arábia, os hebreus constituíram dois reinos: o de Judá e o de Israel na Palestina.
b) As guerras geraram a unidade política dos hebreus. Essa unidade se firmou primeiro em torno de juízes e, depois, em volta dos reis.
c) Os profetas surgiram na Palestina por volta dos séculos VIII e VII a.C., quando ocorreu uma onda de protestos dos trabalhadores contra os comerciantes.
d) A religião hebraica passou por diversas fases, evoluindo do politeísmo ao monoteísmo difundido pelos profetas.
e) Os hebreus organizaram-se social e economicamente com base na propriedade da terra, o que deu início à Diáspora.

05. (PUC-SP) Diáspora é o termo que designa a dispersão dos hebreus por várias regiões do mundo, após serem expulsos de seu território no século II. Somente depois de 1948, com a criação do Estado de Israel, esse povo pôde voltar a se reunir num mesmo país. Entretanto, essa reconquista vem sendo, há quase meio século, motivo de contendas entre os israelenses e o povo ocupante daquela região. O ano de 1995, talvez, seja o marco do apaziguamento desses conflitos, uma vez que acordos têm sido realizados pelos seus líderes, sob a chancela da diplomacia internacional – o que, infelizmente, não impediu o assassinato do primeiro-ministro de Israel. O povo que provocou a dispersão dos hebreus no século II e o povo que manteve o confronto com os israelenses desde 1948 são, respectivamente:

a) os egípcios e os iranianos.
b) os romanos e os palestinos.
c) os palestinos e os egípcios
d) os romanos e os iranianos
e) os egípcios e os palestinos.

06. (UFPI) Entre as principais características da Civilização Hebraica, merecem destaque especial: 

a) A religião politeísta em que as figuras mitológicas de Abraão, Isaac e Jacó formavam uma tríade divina. 
b) A criação de uma federação de cidades autônomas e independentes (cidades-estado) controladas por uma elite mercantil. 
c) A criação de um alfabeto (aramaico) que seria incorporado e aperfeiçoado pelos egípcios, tornando-se conhecido como escrita hieroglífica. 
d) As práticas religiosas caracterizadas pela crença na existência de um único Deus (monoteísmo) e no messianismo, pois acreditavam na vinda de um messias libertador do povo hebreu. 
e) As inovações tecnológicas desenvolvidas na agricultura, possibilitando grande crescimento da produtividade agrícola na região palestina.

07.  (UFAC) Quantos aos hebreus, é correta a afirmação que:

a) foram o primeiro povo a elaborar uma religião monoteísta.
b) sua religião sempre foi politeísta.
c) durante toda a sua história tiveram uma religião monoteísta.
d) foram um dos únicos povos da chamada Antigüidade Oriental que, durante a maior parte de sua história, teve uma religião monoteísta.
e) adotaram facilmente a religião politeísta dos romanos.

08.  (UFRN) Na Antiguidade Oriental, o povo hebreu constituiu-se em exceção pelo:

a) desenvolvimento da arte náutica.
b) uso do ferro.
c) desenho em baixo relevo.
d) monoteísmo.
e) panteísmo

09. (UPF) Com relação à civilização hebraica é incorreto afirmar:  

a) O denominado “Cativeiro da Babilônia” constituiu-se no processo de diáspora dos hebreus da região da Palestina. Esse processo os tornou um povo vagante desde aquela migração forçada e consequente dispersão de sua civilização - situação só reparada com a criação do Estado de Israel em 1948.  
b) Suas leis foram sistematizadas a partir de reelaborações de códigos de várias civilizações do Oriente Próximo, todavia, apresentaram uma novidade em relação às demais ao defender os pobres, viúvas e órfãos.  
c) A defesa de um deus uno, transcendente e bom implicava a vivência ética e moral visando à salvação futura de cada um.  
d) A consideração de si mesmos como “povo eleito” incutia nos hebreus a responsabilidade de serem exemplos de moralidade e vivência para as demais civilizações antigas.  
e) A importância dedicada à história devia-se à compreensão de que é na atuação temporal/cotidiana que se está constituindo o caminho para a salvação futura.

10. (UEL-PR) A Páscoa, na cultura do povo hebreu, está relacionada com

a) a conquista de Canaã, a Terra Prometida, após o cativeiro dos hebreus na Babilônia.
b) a unificação do reino de Israel, após o conturbado período gerado pelo Cisma das 12 tribos hebraicas.
c) o êxodo, inicialmente liderado por Moisés, após a permanência de mais de 400 anos dos hebreus no Egito.
d) a sucessão de Davi, como rei dos hebreus, após a conquista de Jerusalém aos cananeus.
e) a resistência oposta pelos judeus, após a anexação da Judéia por Roma.

11. (UFRN) Na Antiguidade, durante o reinado de Ciro I (559-529 a. C.), os persas construíram um vasto império e governaram diferentes povos, adotando uma política que respeitava as diferenças culturais e religiosas. Esse modo de proceder está exemplificado no fato de  

a) incorporarem a cultura sumeriana, especialmente os registros da nova língua semítica em caracteres cuneiformes.  
b) arregimentarem entre os caldeus, após a conquista da Babilônia, os sátrapas, administradores encarregados das províncias imperiais.  
c) libertarem os judeus cativos na Babilônia, que retornaram à Palestina e reconstruíram o templo de Salomão e o culto a Iavé.  
d) difundirem no Egito o culto de Ahura-Mazda, que, integrando-se às ideias religiosas egípcias, deu origem ao maniqueísmo. 

12. (UEMS) A cultura hebraica (marcada por um profundo senso de religiosidade que perpassou sua arte e sua literatura) deixou raízes profundas em toda a Europa e, por extensão, na civilização ocidental, porque foi responsável pelo desenvolvimento do:  

a) Ateísmo.  
b) Cristianismo.  
c) Judaísmo.  
d) Budismo.  
e) Maometismo. 

13. (UESPI) A sociedade hebraica teve a religião como suporte fundamental para a construção da identidade cultural.  Não se pode esquecer também, na época dos profetas, entre os séculos VIII e VII a.C., que a religião:  

a) era politeísta, tendo em Abraão seu grande líder e intermediário nas revelações divinas.  
b) adotou a monoteísmo, com a liderança corajosa de Moisés, que enfrentou a perseguição egípcia.  
c) dividiu-se em três: a dos essênios, a dos saduceus e a dos fariseus.  
d) sofreu influência dos persas, acreditando na ressurreição da alma e no paraíso.  
e) adquiriu um conteúdo ético, pois os profetas denunciaram as injustiças sociais.



 GABARITO 

01 - C /02 - E /03 - C /04 - E /05 - B /06 - D /07 - D /08 - D /09 - A /10 - C /11 - C /12 - C /13 - E
___________________________________
Poderá ver também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário